Gado Senepol da San

Senepol da San – Historico da Raça na Fazenda San Francsico

 
A Fazenda San Francisco está situada na borda Leste do Pantanal, no final da Serra da Bodoquena, ás margens e drenada pelo Rio Miranda. Seu clima sofre a influência da Região Chaquenha na Bolivia e Paraguai, uma vez que está a 190 quilômetros da fronteira do Brasil com estes 2 países. Muito calor e períodos de estiagem exigem rusticidade e adaptação dos animais.
 
A raça Senepol começou a ser usada na Fazenda San Francisco em 1985, sobre o rebanho de Vacas F1 – ½ Sangue Nelore/Pardo Suíço e Nelore/Simental, produzindo o Composto Montana.
 
Juntamente com outras raças adaptadas, foi testada em 1.000 ventres, e pelo destaque da sua progênie, escolhida para Cruzamento Absorvente sobre o rebanho da Fazenda.
 
Para adquirir genética de ponta, foram desenvolvidas parcerias para a multiplicação de Matrizes Puras através de Transferência de Embriões e FIV. Matrizes e embriões vindos dos Estados Unidos, abrangendo todas as Linhagens lá disponíveis. 
 
Desde 2010 os produtos SENEPOL tem sido avaliados pelo Sistema Geneplus Embrapa, inclusive com um Programa de Avaliação e utilização de Touros Jovens. Estas ações deverão propiciam a identificação de touros melhoradores. O PADS é a única Prova de Desempenho à pasto do Senepol criada pelo Geneplus Embrapa, onde avalia diversas características da raça Senepol. Os animais são colocados em pastos de boas condições (brachiaria brizantha), recebendo uma suplementação alimentar leve, calculada para simular a suplementação alimentar fornecida pela maioria dos pecuaristas do Brasil na recria de seus bezerros. O objetivo é identificar os melhores animais nas condições de criação da pecuária nacional. O PADS se encontra na 5a edição em 2015. 
 
 
O pecuarista brasileiro ja adotou a raça Senepol como grande alternativa, adote você também!
 
Roberto Coelho-   25.03.13
Atualizado por
Carolina Coelho – 02/06/2015
 

 

Vídeo sobre o Abate Técnico Senepol e Características da Raça Senepol

Touro Senepol em Vacas Nelore – Proposta de Solução!

Realização ABCB Senepol

Assitam o interessante vídeo http://www.youtube.com/watch?v=WsvIi5RC7a0

Conheça mais sobre a Raça Senepol

Características – Tipo zootécnico moderno, precocidade sexual e de acabamento, capacidade de adaptação ao clima tropical, visando a diminuição da idade de abate e do 1o parto e consequentemente aumentando a eficiência de produtividade em bovinos de corte, aumentando produção de carcaça e carne de qualidade. Além do alto vigor da raça em programas de cruzamento.

Muitos fatores qualificam a raça como importante material genético em nosso sistema de criação de bovinos de corte como a resistência ao stress calórico, a endo e ecto parasitos, por possuir e transmitir pelo zero, precocidade sexual de cerzimento e acabamento – fator determinante na diminuição do tempo do ciclo de produção. Comprovada mansidão e habilidade leiteira, fertilidade e longevidade produtiva, alta libido dos touros para acompanhar e cobrir vacas em monta natural aa campo. Ser mocho e transmitir esta característica zootécnica a 90% de sua descendência.

É uma raça taurina de alto valor genético no cruzamento visando a produção de fêmeas aptas ao abate e reprodução. Os filhos nascem leves e ativos e desamam pesados. A Carne macia, suculenta e saborosa.

Segundo o Prof Jorge Carlos, o cruzamento necessita ser utilizado com maior frequência no Brazil como alternativa para o aumento de produtividade e a inseminação artificial tem contribuído muito para a melhoria do rebanho.

Senepol – o taurino tropical!

O pecuarista brasileiro ja adotou a raça Senepol como grande alternativa, adote você também!

 

]

História do SENEPOL

Nos anos de 1800, bovinos da raça N´Dama, foram importados do Senegal, Oeste africano, para a ilha caribenha da Saint Croix, Ilhas Virgens. O N´Dama, um Bos Taurus foi uma excelente alternativa para o Caribe não só por sua resistência ao calor, insetos, parasitas e à doenças, mas também pela habilidade de sobrevivência em regiões pobres de pastagens.

Em 1889, Henry C. Neltropp, um do maiores criados de N´Dama possuia um rebanho de 250 cabeças, que era um rebanho de animais puros. Bromlay filho de Henry C. Neltropp queria desenvolver um bovino que combinasse aptidões a nível superiores de produção com as condições ambientais das Ilhas Virgens.

Esforços anteriores em introduzir bovinos de regiões de clima temperado haviam fracassado devido ao estresse calorífico e nutricional que estes animais sofriam ao serem submetidos às condições duras de clima e pastagens da ilha.

Em 1918 foram introduzidas genéticas de Red Poll para o rebanho de Neltropp, com o intuito de melhorar a habilidade materna, fertilidade e dar caráter mocho aos animais. Esta mescla de Red Poll com animais N´Dama foi relativo sucesso para fundar a base da raça Senepol.

Após 57 anos o rebanho de Neltropp foi disperso para criadores locais e o desenvolvimento da raça foi contínuo em 4 rebanhos primários. Desde o princípio foram coletados e guardados informações sobre os animais, que formaram a atual base do sistema de registro da associação da raça.

Testes com animais em fazendas começaram em meados de 1970, com a fundação da BCIA, nas Ilhas Virgens. Em 1977 um pioneiro carregamento aéreo com 22 animais da raça Senepol foi levado aos EUA.

Hoje, depois de 29 anos a SCBA- Senepol Cattle Breeders Association – conta com 500 criadores e mais de 60.000 animais em seu sistema de registro de dados. Hoje o Senepol pode ser encontrado em 21 estados americanos e ao redor do mundo em países como: Austrália, Paraguai, Colômbia, Argentina, Panamá, Canadá, República Dominicana, Equador, Nicarágua, Porto Rico, Venezuela, México, Filipinas, Zimbabwe, Brasil, ou onde a adaptação ao clima tropical foi condição necessária para o desenvolvimento da bovinocultura com qualidade e eficiência.

Em 2000 vieram os primeiros animais para o Brasil, importados dos melhores rebanhos dos EUA e das Ilhas Virgens (Saint Croix). A importação inicial envolveu dois líderes genéticos da raça e as melhores fêmeas Senepol com provas fantásticas. Graças a esta genética, os selecionadores brasileiros multiplicou a qualidade fazendo do Brasil um celeiro da genética mundial.

Touro Senepol SW 950 Usado na San Francisco

Desenvolvimento

O isolamento geográfico de Saint Croix protegeu o Senepol das modas e influências que sofreu a bovinocultura das raças puras dos EUA. O Senepol nunca se rendeu a ser uma raça de estrutura pequena, compacta e com bastante gordura, que era a escola que ditava as regras de seleção de bovinos daquela época e que levaram ao ananismo dos animais.

Também não participou da corrida de tamanhos de carcaças grandes e exageradas que levou algumas raças a direção oposta da eficiência. A seleção do Senepol foi caracterizada pela contínua seleção para habilidade de sobreviver às difíceis condições climáticas e nutricionais de Saint Croix.

Saint Croix é a maior e mais ao sul das Ilhas Virgens Americanas.

 

O Senepol no Brasil

A raça chegou ao Brasil em 1995, com as primeiras doses de sêmen que foram importadas. Em 2000, vieram os primeiros animais para o Brasil, importados dos melhores rebanhos dos EUA e das Ilhas Virgens. A importação inicial envolveu dois líderes genéticos da raça e as melhores fêmeas Senepol com provas fantásticas. Graças a esta genética, os selecionadores brasileiros multiplicaram a qualidade fazendo do Brasil um celeiro da genética mundial.

 

Características

Tolerância ao calor – SENEPOL TEM TOLERÂNCIA AO CALOR E ESTA CARACTERÍSTICA PASSA AOS FILHOS EM PROGRAMAS DE CRUZAMENTO GENÉTICO.

Pesquisadores da USDA detectaram temperatura corporal mais baixa mantidas pelos animais Senepol comparadas com o Zebu(Brahman), Angus e Hereford, durante os pastoreios nos meses de verão na Flórida. O mesmo estudo revela que os bezerros F1(Senepol Hereford) mantém as temperetuas retais quase idênticas ao Senepol puro.

Resistência – Pesquisas da USDA indicam que o Senepol tem grande imunidade à doenças quando comparados com outras raças de bovinos de corte.

Na Austrália amostra de contagem de carrapatos confirmou menor infestação no Senepol que em qualquer outra raça de corte mesmo quando comparados com o Zebu(Brahman) e Santa Gertrudes. Câncer e olhos avermelhados nunca foram vistos no Senepol.

Em estudos e pesquisas de contagem da mosca do chifre realizado na Universidade Estadual da Carolina do Norte nos EUA, em um rebanho Angus e cruzamento com Angus, os animais Angus puros tiveram 82% de infestação na contagem de mosca enquanto animais Senepol cruzados com Angus obtiveram contagem de 18% de infestação. Este estudo também determinou que o nível de estresse em cruzamento com Senepol foi menor, resultando em melhor aptidão para produzir leite para amamentar o bezerro.

Esta habilidade é graças a influência do N´Dama no Senepol, assim como também a contribuição da herdabilidade de resistência à parasitas e insetos sendo a única raça que resiste à mosca do sono (Tsé Tsé) no continente africano.

Seleção – Antes do Senepol chegar aos EUA, havia pouco ou quase nenhum mercado para a raça entre os criadores da ilha. A finalidade do Senepol era comer as pobres pastagens da ilha para converter em carne para serem consumidas pelos próprios habitantes de Saint Croix.

Informações genéricas como: intervalo de parto e performance de desenvolvimento eram guardados como dados. Por décadas os filhos e filhas dos animais mais consistentes eram usados como animais de reposição ao rebanho. Foi essa intensa pressão de seleção que proporcionou a base das gerações da raça Senepol.

Genética – A seleção para níveis superiores de performance tornou o Senepol uma linhagem de características bastante fortes. Estas características transmitem e apontam uma consistência uniforme nos bezerros que ajudarão no sucesso da pecuária. Os resultados quando se usa o Senepol para adicionar características positivas ao rebanho é bastante significativa.

Doadoras do plantel inicial da Fazenda San Francisco

Vantagens

No pastoSenepol é uma excelente opção para acabamento de animais a pasto. Sua capacidade de pastoreio, temperamento dócil e carne macia são ingredientes necessários para o sucesso no programa de acabamento de animais. Animais Senepol tem grande capacidade de encontrar alimentos onde nenhum outro animal encontraria, também são animais considerados de baixa manutenção nutricional.

No confinamento No começo dos anos 90, criadores de Senepol dos EUA em conjunto confinaram milhares de garrotes e novilhas Senepol para coletar dados e performance.

Na fazenda de Jim Barrons Spur foram confinados mais de 2.000 animais de cruzamentos Senepol entre outubro de 90 e maio de 93. A média de dias em confinamento foi de 146 dias, com uma média de ganho de peso de 1,64 quilos / dia. O Senepol continua provando através de programas de pesquisa que é um animal de alta performance tanto em confinamento como programas de terminação a pasto.

Carne macia – A carne do Senepol produz um dos melhores valores de maciez medidos pela força de cisalhamento. O cruzamento com o Senepol pode reduzir efetivamente o problema de maciez da carne do Zebuíno. Teste realizado na Austrália pelo laboratório Genestar, determinou a maciez da carne através da identificação de genes pela maciez.

Maternal

Eficiência – Vacas Senepol possuem um tamanho moderado com uma excelente converção alimentar. Desmama um bezerro com 50% ou mais que seu peso corporal mantendo um intervalo entre partos bastante eficiente.

Facilidade de parto – Uma grande vantagem que o Senepol oferece é o vigor dos bezerros. Criadores tem aumentado o número de animais sobreviventes ao parto quando se introduz o Senepol em seu rebanho, o bezerro se levanta e começa a mamar rapidamente. Os pesos de nascimento mostra uma média de 35 quilos para os machos e 33 quilos para as fêmeas.

 

Senepol da San * Pantanal * Fazenda San Francisco

Longevidade – Todos os criadores quando visitam Sant Croix ficam impressionados com número de vacas ao redor de 15 a 20 anos de idade e ainda em reprodução.

Histórico do Laucídio Coelho até a formação do rebanho atual da Senepol da San –  por Roberto Coelho.

 

Laucidio coelho e Lucia, pecuaria, senepol

Meu avô, Laucidio Coelho, veio de MG em um carro de boi com cerca de 5 famílias para colonizar os campos da vacaria. Vinham tocando um rebanho de 20 a 30 cabeças de gado. Naquela época era um sertão veio largado de Deus, não tinha gente. Meu bisavô se estabeleceu na beira do córrego Bela Vista e foi multiplicando o gadinho que trouxeram de MG.

A fazenda que eles construíram tinha um moinho de farinha que fazia farinha de mandioca, farinha de milho, açúcar, rapadura, criava porco e foi a primeira escola em fazenda na região em MT(antes da divida do estado). Escola fundada por Laucidio Coelho e quem dava aula eram as suas primeiras filhas, Eudeter e Adeilaide.

Laucidio Coelho fez uma sociedade com Zé Pereira e os maiores compradores de gado da região. Compraram gado desde a Amazônia até a Bolívia e Paraguai. Juntavam boiadas de mil bois e levavam em comitiva até Araçatuba onde vendiam para os invernistas que se dedicavam à engorda desses bois.

Enquanto isso foi comprando muitas fazendas no MT e enchendo de gado de qualidade que ia buscar junto aos importadores de Zebu. Na época as raças mais procuradas eram o Gir, Guzerá e Indubrazil. Só depois é que o Nelore foi se firmando. O Sr. Laucidio percebeu que a riqueza da pecuária estava toda indo para SP e reuniu cerca de 100 fazendeiros fundando o 1° frigorífico do MT que se chamava FRIMA. Assim MS deixou de exportar bois e passou a vender carne frigorificada para os grandes centros são-paulinos.

Todos os filhos da família Laucidio Coelho trabalhavam agregados a ele. Bancos imobiliárias, reflorestadoras, hotéis, cerâmicas, hospitais foram algumas das contribuições à economia do MT.

Hélio coelho, filho caçula, se formou medico no RJ e foi aperfeiçoar seus estudos nos Estados Unidos residindo no Hospital Golden Gate onde conheceu a enfermeira Cynthia e se casou. Logo em seguida nasceu Roberto, o primeiro filho dos 6 que o casal concebeu.

Hélio foi o ultimo filho a entrar nos negócios do Sr. Laucidio pois estava absorvido pela medicina e depois com a estruturação do curso de medicina da UFMS. Quando se lançou a pecuária teve um olhar diferenciado pois compreendia a evolução do homem desde seu principio. Sabia que a genética podia fazer em prol da melhoria da qualidade do gado. Acreditava na tecnologia e quando presidiu a Associação dos Criadores do MS – ACRISSUL – convidou o pessoal do corpo técnico do recém fundado Centro Nacional de Pesquisa de Gado de Corte – CNPGC EMBRAPA e patrocinava reuniões toda 2ª feira com os fazendeiros com temas técnico seguido de um jantar e assim a pecuária do MT passou a ganhar uma palestra por semana sobre pastagens, mineralização, nutrição, zoonoses, manejo, enfim uma autentica escola de pecuária.

Tínhamos extensos rebanhos nelore e era uma luta para conseguir ganhos em produtividade. Logo ficou claro que a melhor solução era o cruzamento com raças taurinas. Muitos tipos e formas de cruzamentos foram tentados. O melhor resultado em produtividade e qualidade de carne foi obtido com o Montana que utiliza a multiplicação das raças mantendo sempre alta heterose.

Das importações feitas para a construção do Montana vieram dez raças adaptadas e destas dez a melhor de todas foi o Senepol.

Atualmente o sul do MS esta passando por um processo muito semelhante com o que aconteceu em tempos recentes com o Paraná com a entrada maciça da agricultura de soja, milho, cana e florestas plantadas. Na minha família não foi diferente das outras, migrou para outras atividades mais rentáveis restando somente a pecuária de alto valor agregado onde se produziam os animais que irão emprestar sua genética para as grandes fazendas produtoras de carne.

Na fase inicial do Senepol fomos buscar material genético em toda parte. Então passamos por uma etapa de avaliação deste material que coincidiu com o inicio do trabalho de Avaliação genética da Embrapa – o programa Geneplus.

Baseando-se nessas informações e na experiência adquirida pela Genética Aditiva estamos hoje identificando o Senepol melhorador. O sistema de produção da Fazenda San Francisco é predominantemente a pasto. Utilizamos de fertilização in vitro e transferência de embriões em tempo fixo para multiplicar os expoentes genéticos já detectados. Após três ciclos reprodutivos de cada femea doadora, portanto coincidindo com a entrada de suas filhas no plantel, ofertamos estas fêmeas no mercado pois passamos a produzir com as suas filhas.

Nossa produção de bezerros machos se junta à de outros produtores e é feita a Prova de Avaliação de Desempenho a Pasto – o PADS.

Estaremos ofertando animais criados em condições extremamente quentes, a 100m acima do nível do mar, nascidos e criados no Pantanal do MS. As linhagens que originaram este animais são CN e WC. Das duas linhagens principais que originaram o Senepol no Caribe, o CN e WC, houveram múltiplas variações, algumas tendendo mais para a carne e outras para o leite.

O nosso sistema de seleção premia os animais que tiveram melhor aleitamento, ou seja, mães mais leiteiras. Nosso olhar sobre o Senepol sempre foi sobre a fêmea que expressasse feminilidade e longa vida reprodutiva, caráter mocho, docilidade e que produza bezerros que nasçam pequenos e pesem muito na desmama. A pecuária brasileira do século 21 não deixa mais o gado passar fome e embora seja possível suplementar o rebanho com grãos desde a mais tenra idade não podemos esquecer que mais de 80% da carne produzida no Brasil e exclusivamente a pasto.

Texto escrito por Roberto F Coelho no Proncor dia 17/02/2015.

IMG_7408Razor - ROBERTO COELHO Senepol da San- Fazenda San Francisco.doadoras da senepol san por roberto mattos no pantanal 2

2 ideias sobre “Gado Senepol da San”

  1. Sou um criador iniciante de Red Angus, na região da Missões do RS. Essa região no verão apresenta temperaturas muito altas, muitas vezes atingindo a mais alta do estado, e no inverno as tempeaturas chegam em alguns dias a 3, 2, 1 e até a zero graus. Como seria o comportameto do Senepol nessas condições? O Red Angus tem problemas no verão com essas temperaturas e como é um gado de pelo muito longo e fechado, aprsenta problemas de ectoparazitas. Como poderia conseguir semen ou exemplares Senepol para iniciar uma criação dessa raça.
    Att
    Daniel Gorski

    1. Prezado Daniel, obrigado pelo seu contato.
      Tenho certeza que o Senepol dará excelentes resultados e desempenho quanto a ecto/endo parasitas e resistência ao calor,tempo quente. O Senepol foi desenvolvido por mais de 300 anos na região do Caribe, semi-desértico e de clima quente. Seus outros ancestrais são a raça Red Polled oriundos da Inglaterra trouxe características de produtividade, precocidade, caráter mocho e excelente qualidade de carne. Por isso, acredito que não terá problemas com o frio. Tenho notícias da raça Senepol em Pelotas com excelente adaptação.
      Próximo mês, Setembro, teremos o leilão virtual de touros Senepol dia 11 de Setembro as 20h.
      Todos esses animais a venda foram selecionados por bons resultados no PADS que é a prova de Avaliação de Desempenho a Pasto do Senepol, essa prova reúne os touros da mesma idade de vários criatórios e juntam no mesmo pasto onde mensalmente é feita a avaliação para verificar quais tiveram o maior ganho de peso, exame andrológico, perímetro escrotal, musculosidade entre outros parâmetros. Nessa prova felizmente ficamos em primeiro lugar tanto quanto ao perímetro escrotal como nos Touros selecionados como “elite”.
      Estaremos vendendo cerca de 28 animais Senepol da San – criados no Pantanal.
      Mais informações estarei inteiramente à sua disposição.
      Atenciosamente, Andréa Lúcia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Venda gado raça Senepol Fazenda San Francisco.