Senepol: Pesquisa aponta melhoradores

Levantamento de informações sobre a raça reúne dados sobre perfomance e seleciona melhores animais do rebanho

Um levantamento de informações sobre a raça senepol pretende estimular a procura pelos animais de pele vermelha. Para isso, criadores investiram em uma prova de ganho de peso. 

Três técnicos de setores diferentes, uma pesquisadora da Universidade Federal de Uberlândia, no Triângulo Mineiro, e 158 animais para serem avaliados. A tarefa de toda a equipe era levantar o máximo de informações sobre a raça senepol, que passaram por uma prova de ganho de peso de alta performance, nos últimos seis meses. O trabalho serviu como ferramenta de seleção do rebanho e foi realizado na Fazenda Tufubarina, no município de Monte Alegre de Minas (MG).

– Todo mundo produz fundo, meio e cabeceira. Mas como se identifica esse fundo, meio e cabeceira? É só através de avaliação. E não existe mais apenas a avaliação visual. Só ela não vale mais – explica o pecuarista Gustavo Rezende Vieira.

Os animais, machos e fêmeas, são contemporâneos em 90 dias e foram fechados no confinamento logo após a desmama. Durante a prova, receberam alimentação à base de concentrado proteico para crescimento, e silagem de milho.

Além do ganho de peso e do desenvolvimento de carcaça, várias outras características foram avaliadas durante os 168 dias da prova. Entre elas, as marcas reprodutivas e de padrão racial. Com todos os dados em mãos será possível separar os animais com potencial para ser melhoradores dentro da raça, tanto para a produção de animais puros, quanto para os cruzamentos.

Os lotes foram divididos em quatro grupos: inferior, regular, superior e elite. A classificação foi feita com base nos dados levantados durante as pesagens, medições e exames com ultrassonografia, além das notas da avaliação visual. Pontuação que nem sempre coincidia, se para um dos técnicos os aprumos de determinado animal mereciam nota 4, para o outro poderia não ser bem assim. Uma divergência saudável, que contribuiu para a eleição de animais diferenciados.

– É uma raça que se destaca em produtividade, se destaca em precocidade sexual, se destaca em rendimento através da avaliação por meio da área de olho de lombo, e é importante dentro desse conjunto de animais da raça senepol, a gente identificar aqueles que realmente são avaliados geneticamente superiores – diz a diretora de Produção Animal da AFU, Carina Ubirajara de Faria.

De acordo com o pecuarista Gustavo Rezende, apenas os animais dos lotes superiores e elite serão destinados à reprodução, para garantir a continuidade do melhoramento. O senepol tem apenas 14 anos de Brasil, mas, segundo esse representante de central de inseminação artificial, os animais da raça estão em evidência como uma das boas opções para a pecuária de corte no país.

– É um animal resistente a ectoparasitas, resistente ao calor. Ele aguenta um desafio um pouco maior de alimento em sistema de pastagem, e devido a isso é que o pessoal tem buscado essa raça – afirma Miguel Abdalla, gerente de corte taurino.

Em uma central, que fica em Uberaba (MG), oito touros senepol estão em coleta. De acordo com dados da Associação Brasileira de Inseminação Artificial (Asbia), só no primeiro semestre de 2014 foram vendidas mais de 42 mil doses de sêmen de reprodutores da raça. Sinônimo de reconhecimento para quem se dedica à seleção desses animais.

– Já conseguimos nesses 14 anos de Brasil, identificar quais são os animais melhoradores para o objetivo daquele criador. Dependendo de qual o sistema de produção dele, já têm animais para atendê-lo bem, nos mais diversos sistemas de produção – garante Rezende.

 

 

 

 

 

 

 

 

Pioneira no Estado, criatório leiloa lotes da raça taurina Senepol que é ascensão em MS

O sucesso da criação da raça é tão grande que a família Reich está promovendo um leilão de liquidação para os dias 6, 8 e 9 de dezembro. Serão ofertados 245 animais, sendo 80 doadores, 15 reprodutores e 150 babies em lotes individuais e múltiplos

Um dia de campo foi preparado à imprensa na última segunda feira (24) na Fazenda Senepol Luar, em Camapuã, localizada a 130 quilômetros de Campo Grande, sentido Cuiabá, às margens da BR-163. O criatório, do proprietário rural, Sr. Adilson Reich, um dos pioneiros na criação do Senepol em Mato Grosso do Sul e referência entre os criadores no Brasil.

 

Reich e seu filho Guilherme Reich receberam os jornalistas em uma manhã que o tempo ameaçava chover, porém o sol e os ventos não atrapalharam toda a equipe da fazenda de mostrar a todos as belezas do Senepol Luar. Adilson explicou que começou a utilizar o Senepol há mais de 10 anos em cruzamentos, na tentativa de melhorar o desempenho dos rebanhos na produção de carne.

 

“Eu conheci primeiramente através do cruzamento, cruzando Senepol com vacas nelore e fiquei impressionado com esse cruzamento que começamos a correr atrás. Colocando também em cima, meio sangue Senepol e aí no ano de 2004 fomos ver um criatório em Ariquemes da Nova Vida, compramos alguns animais e começamos a criação de animais puros”, disse o produtor.

Naquela época o pecuarista investiu na compra de seis matrizes e começou o trabalho de melhoramento genético na fazenda. “Começamos fazendo transferência de embrião. Também importando embriões dos EUA para multiplicar”, relembrou.

 

O senepol é uma raça de gado ainda pouco conhecida no Brasil. É o resultado do cruzamento das raças n´dama, presente no Senegal, com o red poll, da Grã-Bretanha. Os principais atrativos desse cruzamento são a adaptação ao clima quente de Mato Grosso do Sul e o desenvolvimento precoce.

 

O clima quente do Estado favorece a criação do gado Senepol. A raça rústica tem bom desenvolvimento mesmo em altas temperaturas. Outra vantagem é que os animais exigem menos cuidados e são mais resistentes aos parasitas, além da precocidade.

 

Pesquisas com o Senepol estão sendo realizadas em parceria com a fazenda e a Embrapa Gado de Corte na Capital. Os pesquisadores oferecem assistência técnica aos criadores de todo o Brasil, além disso, animais puro sangue e cruzados passam por análises que vão ajudar na avaliação dos benefícios da raça na produtividade de carne do rebanho.

 

“Nós avaliamos por duas safras, começamos ano passado, agora em agosto passado nasceu a primeira, o ano que vem nasce a segunda. Nós estamos avaliando desde o nascimento até o abate, então todas as fases de produção, na cria, recria e terminação em sistema precoce, ou seja, desmama em 8 meses uma recria de 1 ano a pasto com suplementação mineral nas águas e energético proteica na seca e uma terminação em confinamento com abate em 24 meses produzindo um novilho precoce de qualidade”, disse o pesquisador zootecnista da Embrapa Gado de Corte.

 

Hoje a raça segundo a Associação dos Criadores está presente em 15 países. A fazenda Senepol Luar faz parte do núcleo brasileiro de melhoramento genético da raça Senepol e os resultados dos investimentos podem ser vistos no rebanho.

 

 

Por ano são vendidos na fazenda cerca de 100 touros reprodutores. Eles saem da fazenda em média aos 18 meses e já prontos para reprodução, o diferencial deste animal é que ele consegue fazer a cobertura campo de até 50 vacas.

 

O sucesso da criação da raça é tão grande que a família Reich está promovendo um leilão de liquidação para os dias 6, 8 e 9 de dezembro próximo. Serão ofertados 245 animais, sendo 80 doadores, 15 reprodutores e 150 babies (fêmeas e machos), em lotes individuais e múltiplos. No dia 6, o leilão será presencial, às 13h, no Terra Nova Centro de Eventos, em Campo Grande. Nos outros dois dias o evento será virtual, com transmissão pela Canal Rural.

 

Fazem parte do leilão ainda mil embriões e 1,5 mil doses de sêmen, ainda sem pacotes definidos. A expectativa do Sr. Adilson Reich é alcançar de 8 a R$ 12 milhões com o leilão. “Esperamos ter nesses três dias de leilão, sucesso absoluto. Optamos por liquidar alguns lotes por questões de negócios”, disse o herdeiro, Guilherme Reich.

 

 

 
 

Grama disponibiliza 600 embriões Senepol PO, para a parceria com Boi Rodrigues, em Mato Grosso

Um começo preciso. Assim Manoel Pedro Rodrigues classifica sua entrada no Senepol a partir da genética Grama. Foi com uma parceria volumosa que ele decidiu agregar valor à sua atividade pecuária, para produzir a ferramenta que sua região de atuação precisa para produzir carne em abundância e qualidade. E Guarantã do Norte-MT está para conhecer os primeiros produtos da Fazenda Harmonia, onde desenvolve a atividade e dá os primeiros passos na divulgação da marca BoiRodrigues, simultaneamente com o inicio da parceria com o Senepol da Grama.

Atividade rural está na vida de Manoel Rodrigues desde criança. Seus avós maternos e seus pais tinham propriedades na Capital paulista. Mas foi em 2001 que retornou à atividade com o auxilio de seu irmão João, conciliando com a formação profissional de engenheiro. Com ciclo completo em Guarantã do Norte, ele agora quer atender uma demanda de mercado que cresceu no Brasil, assim como o Senepol. “Percebi um grande interesse pelos touros Senepol e decidi iniciar alguns investimentos para fornecer genética nessa região de pecuária muito extensiva”, explica.

O primeiro passo foi conhecer a raça dentro da Feicorte, em São Paulo/SP, há três anos. Conheceu a assistência dos técnicos da S+ e o grupo Parceiros do Senepol, fundado pela Grama, Santa Helena e Genetropic, e decidiu iniciar os investimentos. No leilão Grama 15 Anos e Convocados, comprou 50% da jovem doadora Grama 623, em parceria com o criatório. “É como em outras sociedades: o criador desfruta dessa genética e nós cuidamos de todo o procedimento”, explica o titular da Grama, Júnior Fernandes.

Grama 623, Lote 21 do Leilão Grama 15 Anos, em maio, e primeiro produto da sociedade com a BoiRodrigues

 

Grama 623, Lote 21 do Leilão Grama 15 Anos, em maio, e primeiro produto da sociedade com a BoiRodrigues

Essa decisão de investir no P.O. se deu em função de experimentar o poder produtivo do touro Senepol. Manoel Rodrigues comprou no leilão do Vitrine do Senepol 19 reprodutores para cobrir a campo na região Norte do Mato Grosso. Inseminou suas vacas brancas e algumas F-1 e começa agora a ver os resultados, com os primeiros bezerros nascendo. “A gente pretende, com isso, encurtar o processo de formação do boi de abate, reduzindo drasticamente o período da recria e garantindo um produto de valor agregado”, declara Manoel Rodrigues.

É o que ele quer passar ao mercado, evitando que seus vizinhos da região precisem buscar um touro tão distante para produzir na fazenda. “Há um percentual muito representativo de fêmeas para reprodução aqui na região e com isso a gente vai facilitar a logística de distribuição desses animais que estamos planejando fazer”.

Manoel Rodrigues passou boa parte de outubro na fazenda, implantando com equipes técnicas os 600 embriões vitrificados e congelados de FIV que firmou na parceria com a Grama. “A gente sempre teve aptidão de produção de carne, produzimos inicialmente F-1 com Angus e agora o Senepol veio preencher um espaço comercial que se mostra muito interessante”, conta o pecuarista, proprietário de um rebanho de 1.800 matrizes, entre Nelore e F-1. “A gente quer ser fornecedor de genética Senepol para atender à demanda aqui na região”.

Com os pés no chão, espera nessa primeira fase produzir ao menos 200 crias, sem levar em conta os índices observados nas taxas de prenhezes que o Senepol tem apresentado no Brasil – próxima dos 50%. “O plano é trabalhar com essa expectativa, também em função do que a realidade da região em termos climáticos exige para composição das receptoras, mas claro que temos observado os resultados e se isso se confirmar aqui também será ótimo”.

Tão logo surjam os primeiros resultados da FIV na parceria com a Grama, bem como o desmame dos seus primeiros bezerros meio-sangue Senepol, voltaremos a trazer as notícias do BoiRodrigues, que está preenchendo de vermelho os campos de outra região típica para a criação de Senepol no Brasil.

- See more at: http://senepoldagrama.com.br/destaques/grama-disponibiliza-600-embrioes-senepol-po-para-parceria-com-boi-rodrigues-em-mato-grosso/#sthash.Ie6onLRA.dpuf

Dia de Campo Senepol Nova Vida reúne pecuaristas de todo o Brasil

Captura de Tela 2014-11-28 às 15.32.46 Captura de Tela 2014-11-28 às 15.32.57 Captura de Tela 2014-11-28 às 15.33.06

Realizado na Fazenda Itahypá, em Cesário Lange-SP nos dias 22 e 23 de novembro, o Dia de Campo com Shopping Nova Vida Senepol contou com um bom público, que veio de vários lugares do Brasil, como Goiânia-GO, Uberlândia-MG, Campo Grande-MS, São José do Rio Preto-SP, Presidente Prudente-SP e Guararapes-SP. Com animais de qualidade e preços acessíveis, os pecuaristas tiveram a oportunidade de trocar experiências e promover debates, além de palestras com a apresentação do processo de Fertilização In Vitro (FIV) e da Transferência de Embrião (TE). Boa parte das 70 fêmeas Senepol PO – novilhas e jovens doadoras, foram vendidas.



"Comecei a criar a raça Senepol em 2012 e não pretendo parar mais. O crescimento, o valor de mercadoreferências me consquistaram aos poucos. No começo, fiquei com um pouco de receio, mas depois percebi que estava fazendo um bom negócio", disse o pecuarista Deiler Oliveira, que fechou negócio no Dia de Campo.



Neto Arantes, um dos diretores Nova Vida Senepol, destacou o grande diferencial deste tipo de evento. "Nesse modelo de Dia de Campo o criador interessado não precisa disputar preços e lances com os demais clientes, pois o preço é fixo para cada animal. E os animais estarão expostos em pequenos lotes com fácil acesso para visitação e escolha", declara.



No final da tarde do dia 22, os irmãos Ricardo Arantes e Neto Arantes contaram em uma palestra especial a história da raça Senepol no Brasil. "Em 2000 vieram os primeiros animais para o nosso país, importados dos melhores rebanhos dos EUA e das Ilhas Virgens. A importação inicial envolveu dois líderes genéticos da raça e as melhores fêmeas Senepol com provas fantásticas. Graças a esta genética, os selecionadores brasileiros multiplicou a qualidade fazendo do Brasil um celeiro da genética mundial", disse Ricardo.



Logo após a palestra, os presentes contaram com um show ao vivo do cantor Gabriel Sater, filho de Almier Sater (criador de Senepol), que seguiu até de madrugada.



Fonte: Safeway – http://www.boipesado.com.br/

 

Terapias alternativas para tratar lesões em equinos

Nildo e Uranio Crioulo Onça-Pintada Screenshot_2014-10-12-18-12-06 Nildo e Uranio Crioulo Onça-Pintada DSC_0225

Os estudos e as pesquisas dentro da medicina veterinária, aliados a modernas e evoluídas tecnologias, permitem que os criadores tenham à disposição, hoje, tratamentos muito mais eficientes, mais específicos e, muitas vezes, bem menos agressores em relação aos que existiam há poucos anos. São novas especialidades, vacinas e medicamentos mais eficazes, avançadas técnicas de cirurgias, modernos aparelhos de diagnósticos, terapias que agregam a homeopatia, as acupunturas e tantas outras de origem manuais.

Um exemplo deste avanço é o trabalho do médico veterinário Maurício Grillo, especialista em quiropraxia, que explica o benefício da técnica. “A quiropraxia é uma terapia manual com o objetivo focado na reabilitação funcional do cavalo. Ela apresenta excelentes resultados nos tratamentos de lesões nos tendões, ligamentos e articulações, adquiridas facilmente em treinos, transportes e doma. A prática ainda melhora a biomecânica do cavalo e a amplitude do seu movimento”.

As novas terapias, manuais e alternativas, analisam o animal como um todo, focam no estudo de seu corpo, sua alimentação, onde vivem e a movimentação exigida.

“O ideal é que a avaliação aconteça ainda quando potro e que o acompanhamento da rotina seja constante. Assim é possível definir exercícios e cuidados mais adequados para cada momento e exigência ao animal, o que previne lesões e muitas doenças, garante uma vida mais confortável, longa e saudável”, pontua Maurício.

O espaço para as novas práticas, no Brasil, ainda é limitado. Muitos criadores ainda desconhecem os benefícios das terapias, que servem não só como complemento de diversos tratamentos, como são positivas no que quesito prevenção e reconstrução, valorizando desta forma a qualidade de vida dos animais.

Especialista também em homeopatia, Maurício explica que o caminho escolhido atualmente pelos médicos veterinários leva em conta as terapias que objetivam o funcionamento do organismo como um todo, em seu máximo potencial.

Os resultados

O criador de cavalos Crioulos, Júlio Stumpf, da Parceria Três Estâncias, de Taquara, no Rio Grande do Sul, é homeopata e sabe mais do que ninguém os benefícios que a terapia traz para seus animais. “Para ter uma criação sadia é necessário atentar para o animal como um todo. Cuidar de sua alimentação, do campo e das práticas da competição, do transporte. Observar suas reações, sua postura, a parte física e psicológica. Neste sentido, a homeopatia vem complementar esta busca por uma geração saudável, já que consegue tratar e prevenir de uma forma mais natural, de dentro pra fora, muitas vezes curando efetivamente a enfermidade”, descreve o homeopata.

Júlio explica que como criador considera a prática um grande ganho para sua cabanha e como homeopata tem conquistado retornos bastante efetivos com a terapia: “Já tive um cavalo com uma infecção bastante intensa no joelho. Fizemos um bom diagnóstico, analisamos cuidadosamente os sintomas e utilizamos a homeopatia. Em 12 dias, o cavalo já havia respondido à medicação e expeliu toda a inflamação, a ponto de curar exatamente o transtorno. Com esta prática, provavelmente, este animal não terá mais esta enfermidade”.

Conheça algumas das terapias

Homeopatia – Trata-se da utilização de medicamentos preparados a partir de substâncias animais, vegetais e minerais, com foco na prevenção e no bem-estar do animal. Pode-se tratar problemas de comportamento, dermatológicos, artrite, diarréias e gripes.

Acupuntura – É uma técnica que busca restaurar a saúde e o bem-estar do paciente por meio da inserção e manipulação de agulhas no corpo. A terapia é indicada para tratamento de traumas, dores e a busca pela melhora da imunidade.

Quiropraxia – Prática que trata o animal como um sistema, onde cada elemento se conecta e se combina para formar um conjunto. A técnica tem por objetivo a reabilitação funcional e é indicada principalmente para lesões da musculatura.

Para qualquer tratamento é necessário a busca por um profissional especializado.

Informações Valéria Cunha/ABCCC

Fotos (Maurício Grillo): Faby Mattos/ABCCC/Divulgação

- See more at: http://cavalo-crioulo.com/terapias-alternativas-para-tratar-lesoes-em-equinos/#sthash.EU87hsme.dpuf

Genotipagem da raça senepol traz eficiência ao melhoramento genético

Melhor momento para fazer a avaliação genética do animal é na juventude, porém técnica serve para qualquer idade

A raça senepol, conhecida por produzir em seus cruzamentos uma carne de excelente qualidade, vem despertando o interesse dos pecuaristas do Brasil – especialmente os do Norte. 

 

Por ser uma raça rústica, se adapta bem aos climas quentes e apresenta excelentes resultados a campo, qualidade garantida pela libido dos touros e pelos altos índices de fertilidade das fêmeas, características marcantes da raça. Além disso, a carne produzida pelo animal possui ótima marmoreio, apresenta em média 5 mm de espessura de gordura, quantidade considerada ideal pela indústria.

 

No Mato Grosso do Sul, Estado responsável por boa parte do volume da carne produzida no Brasil, a criação de senepol ganhou adeptos ao longo dos últimos anos, estimulando o pioneirismo em técnicas de melhoramento genético na busca pela excelência dessa carne. Inclusive da parcela proveniente dos cruzamentos. A genotipagem é uma delas.

Trata-se de uma ferramenta utilizada para analisar o DNA de indivíduos e buscar as diferenças ou igualdades que irão determinar características como cor da pele, por exemplo. Segundo o técnico Adauto Franco Filho, dentro dos painéis de análise, é possível predizer pontos de importância econômica como maciez e marmoreio da carne ou, até mesmo, se um indivíduo será mais eficiente quando se alimenta:

– Quando retiramos os pelos da cauda de um bovino de corte temos condição de extrair o DNA dele e analisarmos em nosso laboratório nos EUA se ele possui estas características em comum ou não, e após isso ele é ranqueado em nosso índice para apresentarmos os resultados aos seus proprietários – explica.

De acordo com Franco Filho, essa técnica vem sendo trabalhada com a raça senepol há pouco mais de um ano no Brasil. Nos Estados Unidos, a ferramenta é amplamente utilizada tem alguns anos. Ao analisar o DNA de um bovino de corte jovem, é possível saber como será a tendência de sua produção, ou seja, se ganha tempo e confiabilidade nas tomadas de decisão, como utilizar mais ou menos um determinado individuo dentro de um rebanho. 

Para o produtor que quiser começar com a técnica, o primeiro passo é possuir os bovinos de corte da raça pura, seja qual for, como no caso das raças nelore e senepol. A partir disso, utilizar a técnica de Marcadores Moleculares de forma complementar, como uma ferramenta de seleção dentre outras que ele utiliza, como pesagem, avaliações de carcaça por ultrassom, entre outras. Outro ponto que em que a ferramenta agrada o produtor é na relação custo x benefício na propriedade.

– Imagine que por menos de R$100,00 eu consigo predizer se terei mais lucro utilizando um animal A ou B, por exemplo. Quando falo de manejos como os de confinamento, sabemos que as dietas tem oscilação de custo, mas dentro do nosso Brasil central varia entre R$ 5,00 e R$ 6,00 por animal/dia. Imagine então se a fazenda utilizar animais que ganhem mais peso comendo menos quilos de alimento por dia? O resultado já compensa, levando-se em consideração apenas este ponto de confinamento, sem contar os demais. O impacto financeiro é bem expressivo – comenta o especialista.

Continuar lendo

CONVITE: Leilão Pantanal Senepol da San – 4 de Novembro às 20h (Brasília)

Convite Leilão Pantanal Senepol da San – Clique aqui para ver o catálogo.

O Senepol vem crescendo exponencialmente pelas suas características produtivas rentáveis, são elas: padronização de produção, precocidade na disposição de gordura na carcaça, heterose a pasto, abate precoce e maior premiação de carcaça.

  • Os animais são muito dóceis e mansos, facilitando o manejo no qual diminui o índice de acidentes com a mão-de-obra e infra-estrutura. 
  • Os garrotes iniciam vida reprodutiva mais cedo assim como as novilhas entram em cio precocemente.
  • Os produtos de cruzamentos Senepol são abatidos com 18@, um ano antes dos outros animais de corte.

Portanto, convido VOCÊ para participar do nosso Leilão Pantanal Senepol da San, dia 4 de Novembro -Terça-Feira às 20h (Brasília).

Serão 35 Fêmeas prenhes ou paridas & 2 Touros de Central.

Genéticas Senepol especialmente indicadas para você iniciar seu plantel.

Transmissão ao vivo pelo Canal do Boi

Forma de pagamento: 24 parcelas (2+2+2+2+2+2+12)

Venha criar a raça que traz mais qualidade para a carne que o Brasil exporta e consome!

Senepol da San – A rusticidade do Senepol impressa no calor do Pantanal.

Saudações Pantaneiras!

Roberto Coelho e Família.

cartaz leilao virtual de femeas senepol da san

https://www.youtube.com/watch?v=XQ2jCJ-Ukm8&feature=youtu.be

https://www.youtube.com/watch?v=hnjhVcpq0Og&feature=youtu.be

Senepol terá programa de carne de qualidade

Parceria com JBS será apresentada durante congresso internacional da raça, em MG

 
 
A Associação Brasileira dos Criadores de Bovinos Senepol (ABCB Senepol) fechará parceria com a JBS para realização de um programa de carne de qualidade. O projeto será apresentado no 1º Congresso Internacional da Raça Senepol, entre 1º e 5 de setembro, em Uberlândia, MG, durante a Exposição Agropecuária da cidade, o Camaru. 
 
José Alexandre de Mello Cunha, pecuarista e diretor financeiro da Associação não deu mais detalhes da parceria, mas adianta que será nos moldes da mantida pelo frigorífico com a Associação Brasileira de Angus (ABA), na qual os criadores recebem bonificações de acordo com as características dos animais entregues para abate. 
 
Pela primeira vez,  o Brasil será palco do congresso internacional da raça e da 37ª Convenção Anual da Senepol Cattle Breeders Association, que ocorre no mesmo período. A convenção deve receber entre 400 e 500 participantes, entre os quais já estão confirmados pecuaristas dos Estados Unidos, Colômbia, Argentina, Uruguai, Paraguai, República Dominicana e Nova Zelândia. 
 
 Entre os temas debatidos, estarão a eficiência alimentar de machos e fêmeas, o mercado de carne de qualidade, a origem e a adaptabilidade da raça e evolução genética. O evento terá palestrantes como o ex-ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, Eduardo Pedroso, Alexandre Mendonça de Barros.
 
Avanço – A associação conta com integrantes em 15 estados, sendo que Minas Gerais concentra o maior rebanho da raça, com 6.696 cabeças. Entre dezembro de 2011 e dezembro de 2013, os registros de animais PO dobraram, de 10.310 para 20.611, e os registros gerais subiram de 14.377 para 27.213 animais. O número de associados também cresceu, e passou de 94 em 2011 para os atuais 224.
 
“Isso é resultado da confiança que o criador brasileiro vem adquirindo na raça”, destaca Cunha, que enumera a adaptabilidade e a rusticidade como características atrativas aos criadores.
 
Fonte: Portal DBO
 
Senepol da San acredita no potencial já comprovado da raça e continua investindo em cruzamentos genéticos visando a precocidade, qualiadade de carne, docilidade e alto ganho de peso.
 
Roberto coelho senepol da san 2014-09-03 18.47.12
 

É AMANHÃ! 3º Leilão Virtual de Touros avaliados pelo PADS

Senepol da San lembra você que a melhor oportunidade do ANO para adquirir os melhores touros Senepol comprovados é AMANHÃ no 3º Leilão Virtual PADS. 

Serão ofertados touros de alta qualidade genética tanto para o uso em rebanhos puros quanto para cruzamento industrial, objetivando a carne de qualidade com monta natural.
 
Senepol da San irá disponibilizar 10 lotes de touros Senepol de 24 meses avaliados pelo PADS (Prova de Avaliação de Desempenho a Pasto do Senepol – Geneplus -Embrapa.
 
Espero você, dia 11 de Setembro (quinta-feira), às 20h, transmissão ao vivo pelo Canal do Boi.
 
Veja o catálogo online - clique aqui.
 
Veja o vídeo de cada lote - clique aqui.
 
Veja o VT do leilão - clique aqui.
 
 
Saudações Pantaneiras,
 
Roberto Coelho

Venda gado raça Senepol Fazenda San Francisco.