Venha desafiar seus touros! PADS – a única prova a pasto do Senepol

O PADS é a única Prova de Desempenho à pasto do Senepol criada pelo Geneplus Embrapa, onde avalia diversas características da raça Senepol. Os animais são colocados em pastos de boas condições (brachiaria brizantha), recebendo uma suplementação alimentar leve, calculada para simular a suplementação alimentar fornecida pela maioria dos pecuaristas do Brasil na recria de seus bezerros. O objetivo é identificar os melhores animais nas condições de criação da pecuária nacional.

Já ocorreu a última pesagem da 4ª edição do PADS e agora esta em fase de apuração dos dados e a visita final dos técnicos Dulcimar Menezes, Gilberto Romeiro e Lucas Nascimento para escolherem os animais que irão para o ATJ Plus, que é a próxima fase de testes para os que se destacaram na fase que por hora se encerra. A 4ª edição foi realizada na Fazenda Bama, no Mato Grosso.

A 5ª edição terá início dia 29/06/2015 e será na Fazenda San Francisco, situada no município de Miranda/MS (236km de Campo Grande) proprietário Roberto Coelho que já sediou a prova em 2013. A expectativa é de receber 200 animais de vários criatórios e estados do Brasil.

São 10 meses de prova e ao final dela, a Alta Genetics se reserva o direito de contratar um ou mais dos touros elite classificados pela prova. Esses animais irão para central para coleta de sémen e distribuído através do ATJ Plus – Avaliação de Touro Jovem. Os demais touros participantes da prova estão convidados para o leilão de touros avaliados pelo PADS que ocorrerá após alguns meses após o término da prova. 

Venha desafiar seus touros na única prova a pasto do Senepol!

CONVITE PADS, SENEPOL, SENENEPOL SAN, PROVA A PASTO, EMBRAPA, GENEPLUS, NBM

 

 

Avaliação Touro Jovem – ATJPlus – Senepol

A ideia de avaliar e difundir com agilidade a genética de animais jovens e promissores foi proposta no início da década de 1990, com pioneirismo, pela Embrapa Gado de Corte, com a implantação do Programa de Avaliação de Touros Jovens – ATJ. Desde a sua criação, este Programa foi baseado em parceria com criadores, Centrais de Inseminação, Universidades e Associações de Raças. A estratégia deste Programa consiste em identificar touros jovens promissores e promover, via inseminação artificial, a intensa utilização dos mesmos em rebanhos parceiros garantindo rápido e significativo aumento do número de suas progênies. Isto torna seus resultados mais acurados na avaliação genética, aumentando a segurança do criador em investir naqueles touros jovens que se provem melhoradores. Além de contribuir para a redução do intervalo de geração devido ao maior uso de touros jovens, o ATJ possibilita a ampliação da oferta de novas opções de touros aos criadores, o que traz significativos ganhos em variabilidade genética.

Em 2011, o Programa Geneplus – Embrapa, em parceria com o Núcleo Brasileiro de Melhoramento do Senepol (NBM Senepol), criou a PADS – Prova de Avaliação de Desempenho do Senepol, em que um dos principais objetivos é contribuir para a identificação de touros melhoradores.

No ano seguinte, foi iniciado o Programa ATJPLUS – SENEPOL a fim de avaliar as progênies de touros jovens selecionados na PADS e, também, daqueles que se destacam nas fazendas participantes do Programa de Melhoramento da Raça Senepol / Geneplus – Embrapa. Para participação no ATJPLUS-SENEPOL, através do PADS, além de ser classificado como Elite pela avaliação do PADS e ter aprovação da equipe técnica responsável pela prova, os animais devem ser classificados com nota 5 ou 6 para conformação frigorífica. Enquanto que os animais que se destacam nas fazendas parceiras do Programa Geneplus – Embrapa, devem ter conformação frigorífica 5 ou 6 à desmama e ao sobreano; terem classificação Elite, na avaliação genética, para as características de Peso à Desmama, Peso ao Sobreano e Perímetro Escrotal ao Sobreano; e terem aprovação de dois técnicos, sendo um do Programa Geneplus – Embrapa e outro da Associação Brasileira dos Criadores de Bovinos da Raça Senepol (ABCB Senepol). Todos os animais eleitos devem ter nota máxima para a avaliação de aprumos; possuir RGD definitivo emitido pela ABCB Senepol; apresentar exame andrológico positivo e idade inferior a dois anos. Os proprietários dos touros ficam responsáveis por garantir a utilização de pelo menos 100 doses.

Após a eleição dos candidatos, estes são encaminhados para quarentena e coleta de sêmen em uma Central de Inseminação, que é responsável pela distribuição dos lotes de sêmen destes touros às Fazendas colaboradoras. A escolha dos lotes de sêmen é feita pelo participante do ATJPLUS – SENEPOL, sendo que os primeiros a manifestarem interesse, naturalmente, terão mais opções. Enfatiza-se que cada participante, obrigatoriamente, tem que atender a distribuição estratégica solicitada pelo Programa. Entretanto, caso haja interesse e disponibilidade, poderá requisitar mais lotes ou mesmo doses, de um dos touros especificamente. A participação deste projeto implica no compromisso em coletar os dados das progênies dos touros e enviá-los ao Programa Geneplus – Embrapa, sendo esta coleta acompanhada por um técnico do Programa.

O Programa Geneplus-Embrapa agradece aos criadores e às empresas parceiras pela colaboração e convida a todos a participarem desta iniciativa que pode trazer significativos benefícios para a raça Senepol.

Astral DA SAN (76) ROBERTO COELHO, SENEPOL SAN

Astral da SAN – Touro participante do PADS 2013, sémen à venda através da Alta Genetics. 

 

Três leilões SOU SENEPOL atingem sucesso absoluto na Expogrande

foto roberto, beth, vera e ivo leilao sou senepol materia site senepol san

Campo Grande (MS) – Os criatórios Senepol CMI, de Vera e Ivo Reich, e Senepol da San, de Elizabeth e Roberto Coelho, promoveram três leilões que superaram as expectativas, durante a Expogrande 2015, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. De acordo com a empresa Programa Leilões, no total, dos três eventos, foram vendidos 121 animais que correspondem a R$ 2.760.900,00.

No Leilão Origens Elite Senepol CMI, San e Convidados, realizado no último dia 27, no tatersal de elite 2 (Acrissul), foram comercializados 28 cabeças da mais alta genética Senepol. Valor total de R$ 1.101.000,00.

Já no Leilão Virtual Bezerras e Prenhezes Senepol, no dia seguinte, 28, no ponto de encontro Murano Buffet, foram ofertados 28 animais. Total de R$ 784.500,00.

E no terceiro leilão da programação SOU SENEPOL, de Matrizes, realizado também no tatersal 2 da Acrissul, foram vendidos 65 animais. Total de R$ 875.400,00.

Muitos pecuaristas de vários cantos do país aproveitaram para começar um plantel de Senepol.

Criatórios de todo o Brasil participaram como convidados. O presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Bovinos Senepol, Gilmar Goudard, e técnicos do Programa Geneplus Embrapa marcaram presença. Além dos leilões, dois pavilhões com belíssimos animais receberam milhares de visitantes durante a feira.

 

Carlos Arakaki (assessor de imprensa | DRT 495/MS)

Origens Elite Senepol fatura alto em estreia

 

Origens Elite Senepol fatura alto em estreia
Grupo Sou Senepol, de Ivo Reich, da Fazenda CMI, e Roberto Coelho, da Fazenda San, abriu sua trinca de remates na Expogrande com a venda de 30 doadoras por R$ 1,2 milhão
Alisson Freitas

Embalados pelo bom momento da raça, o grupo Sou Senepol promoveu na noite de 27 de abril, o Leilão Origens Elite Senepol, em Campo Grande, MS. O evento aconteceu no tatersal Hélio Coelho, no Parque de Exposições da Acrissul, e fez parte da agenda da 77ª Expogrande.


Foram vendidos 30 doadoras de alta genética, selecionadas por Ivo Vlademir Reich, da Senepol CMI, de Camapuã, MS; e Roberto Folley Coelho, da Senepol SAN, de Miranda, MS; e também por convidados especiais de diversas regiões do País. Os negócios computaram R$ 1,2 milhão, média geral de R$ 42.640.

O destaque foi Joy da CMI, filha de RD Hércules 6801J em GST Arena 218, doadora que produziu diversos campeões da Prova de Avaliação de Desempenho do Senepol (PADS). Os novos proprietários do animal são Paulo Garcia, da Senepol 3G, e Gabriel Pinzan, da Senepol Liberdade, que deram lance de R$ 144.000 para fechar a compra.


Segunda etapa – O grupo voltou às atividades na noite de 28 de abril, com um leilão virtual de bezerras e prenhezes. A negociação de 30 lotes arrecadou R$ 799.500, média geral de R$ 27.102. O foco das foram as fêmeas, com 26 animais à média de R$ 26.176. Levada pela convidada Zélia Bellodi, ZB 44 FIV, de 12 meses, se distanciou do grupo ao ser negociada por R$ 66.000 para José Luiz Balardin em parceria com a Senepol JJ e Senepol JMO. Nas prenhezes, a média foi de R$ 33.000 por quatro lotes.


No total, a dupla de pregões Sou Senepol movimentou R$ 2 milhões com a venda de 60 lotes. O grupo ainda promoverá na noite de quinta-feira, 30 de abril, um leilão de matrizes, que encerrará suas atividades na feira.


As vendas de ambos os remates foram fechadas na batida de martelo dos leiloeiros João Antônio Gabriel e Cláudio Gasperini, com captação de lances para pagamentos em 30 parcelas. A organização foi da Programa Leilões e a transmissão do Canal Rural.

Fonte: www.portaldbo.com.br

 

 

O que há de melhor em genética Senepol, do mundo, estará na Expogrande

LASA 213 Galia da LASA, Senepol San, Roberto Coelho, Fazenda San Francisco, Senepol da San, sou senepol, Senepol Brasil, senepol pantanal, mato grosso do sul, pecuaria

Gália da LASA, filha do HBC Wizard com SAMPA JAJ, à venda no leilão dia 27/4.

Campo Grande (MS) – Na Expogrande deste ano, Senepol CMI, Senepol da San e criatórios convidados de todo o Brasil vão apresentar, em dois pavilhões e nos três leilões, o que há de melhor da raça Senepol no mundo.

Entre os animais destaques estão a 1016, a Joya da CMI, animal P.O.I., filha do RD Hércules. O avô materno dela é o ASL CR Dutchman. E a 1222, Tayga da CMI, animal P.O.I., filha do CH Profit, neta do PRR 840.

Outra fêmea que também chama a atenção é a Tambacounda da Lasa, ou Lasa 90. Ela é Campeã em Produção de Oócitos, no Centro-Oeste brasileiro. Um animal P.O.I., filha do Pack Power ACE. O avô materno dela é o HBC MR Max HBC.

Doadora também estrela do SOU SENEPOL é a Galia da Lasa. Animal P.O.I., filha do HBC Wizard, neta do GST Sol. Todos os animais fazem parte do Programa Geneplus Embrapa (PADS e ATJPLUS Senepol).

A raça, considerada a melhor para cobrir a campo, é conhecida pela adaptabilidade. Os animais são pesados, precoces, rústicos e muito dóceis. Excelentes para quem busca heterose a partir de cruzamento industrial. O Senepol veio para contribuir, com excelência, na pecuária brasileira e no mercado da carne.

A Expogrande será realizada entre os dias 23 de abril e 03 de maio, no Parque de Exposições Laucídio Coelho, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Leilões SOU SENEPOL dias 27, 28 e 30 de abril. Quem assina a assessoria de Pecuária é a Alpha (67) 8208-1000.

Conheça um pouco do Senepol da San em https://www.youtube.com/watch?v=kK-G5PuqvEI&feature=youtu.be

capa video youtube sou senepol senepol da san

Carlos Arakaki (assessor de imprensa SOU SENEPOL / DRT 495/MS)

SOU SENEPOL é destaque na Expogrande 2015 com dois estandes e três leilões

sou senepo, senepol san, senepol brasil, roberto coelho

Campo Grande (MS) – Durante a 77ª Expogrande, que vai ser realizada entre os dias 23 de abril e 3 de maio de 2015, promovida pela Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul), no Parque de Exposições Laucídio Coelho, o SOU SENEPOL trará animais consagrados em dois estandes e em três leilões.

Na segunda-feira, 27 de abril, a partir das 20h00 (horário de MS), no Tatersal de Elite 2 Hélio Martins Coelho, Senepol da San, Senepol CMI e convidados vão ofertar 32 doadoras do mais elevado padrão genético, no Leilão Origens Elite Senepol. Transmissão simultânea do Canal Rural para todo o Brasil.

Já na terça-feira, 28 de abril, às 20h00 (horário de MS), no ponto de encontro Murano Buffet, localizado na avenida Afonso Pena, 4.557, será a vez do Leilão Virtual Bezerras e Prenhezes Senepol. Senepol CMI, Senepol da San e convidados vão ofertar 30 bezerras e 4 lotes prenhezes. A transmissão também será feita pelo Canal Rural.

No dia 29, quarta-feira, a partir das 10h30 (horário de MS), a fazenda Senepol CMI vai abrir as porteiras para os amigos-pecuaristas, em uma confraternização especial. Mais um momento da programação para falar sobre a raça que mais cresce no país.

E na quinta-feira, dia 30 de abril, às 20h00 (horário de MS), de volta ao Tatersal de Elite 2 Hélio Martins Coelho, no Parque de Exposições, San, CMI e convidados vão ofertar 80 fêmeas excepcionais da raça. Vai ser o leilão Matrizes Senepol. Desta vez, a transmissão será Canal do Boi.

O SOU SENEPOL irá receber convidados dos seguintes estados: Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, São Paulo, Mato Grosso, Pará, Rondônia e Mato Grosso do Sul. Entre eles, os pecuaristas, artistas de renome nacional, Almir Sater, Michel Teló e Jads e Jadson. Durante a participação na maior feira agropecuária do Centro-Oeste brasileiro, vamos receber também representantes da Associação Brasileira dos Criadores de Bovinos Senepol e do núcleo Geneplus Embrapa.

“O Brasil já produz materiais genéticos superiores aos que podemos importar. Precisamos usar o que é nosso. Todos os animais do SOU SENEPOL estão sob cuidados de testes, PADS – Prova de Avaliação de Desempenho do Senepol e ATJ – Programa de Avaliação de Touros Jovens, da Geneplus Embrapa. Os animais adquiridos em um de nossos leilões, serão estrelas dos plantéis dos investidores”, afirma Roberto Folley Coelho, Senepol da San.

Mais informações em http://sousenepol.com.br/

Carlos Arakaki (assessor de imprensa SOU SENEPOL | DRT 495/MS)

Fazenda San Francisco une criação de Senepol e agroecoturismo em perfeita harmonia

LASA 90, CN5K, SENEPOL SAN, SOU SENEPOL, ROBERTO COELHO

Foto: LASA 90 com bezerro filho do Absoluto da BAMA à venda no Leilão Origens Elite dia 27 de Abril – Senpol da San por FV5 Produçõe

Campo Grande (MS) – A Fazenda San Francisco, localizada a 236 quilômetros da capital Campo Grande, no município de Miranda, chama a atenção entre os inúmeros destaques do Pantanal brasileiro. Em 15 mil hectares, a mata nativa, a agricultura irrigada, a pecuária de alto valor agregado e o turismo convivem em plena harmonia.

A propriedade cria Senepol de altíssima carga genética. Comercializa os animais, considerados da melhor raça para cobrir a campo, para todo o Brasil. O criatório de Senepol está à disposição pra quem quiser conhecer. Os turistas, pessoas do mundo inteiro, que se hospedam na pousada que fica na Fazenda San Francisco, têm, além do privilégio de conhecer as belezas da fauna e flora locais, a visitação ao criatório de animais Senepol.

São cerca de 70 visitantes por dia. Uma das opções da pousada é o day use. O visitante investe 178 reais, com direito a passeio de safári fotográfico, chalana, almoço, lanche da tarde, e pode desfrutar de todo o complexo da fazenda em um dia. Outra opção é a hospedagem. A diária para o casal é de 448 reais (por pessoa), pensão completa e direito a três passeios. O turista vai conhecer múltiplas atividades integradas, desde o clima da natureza selvagem, remando por corixos, cavalgadas pelo Pantanal e pelas invernadas de criação de gado, passando pelo cultivo de arroz irrigado, até um safári noturno, sempre respeitando o meio ambiente.

Caminhao turismo e Razor da lasa, senepol san, fazenda san francisco, roberto coelho, senepol brasil, ms, mato grosso do sul, touro, turismo, ecotuirmos, msquervc, pecuaria

Foto: Touro Razor da LASA

Mais informações no www.fazendasanfrancisco.tur.br. Telefones: (67) 3242-1088/ (67) 3242-3333.

Do Pantanal para o mundo: Senepol da San acelera o ciclo e garante lucro

 

 

 

Histórico do Laucídio Coelho até a formação do rebanho atual da Senepol da San – por Roberto Coelho

Laucidio coelho e Lucia, pecuaria, senepol

Histórico do Laucídio Coelho até a formação do rebanho atual da Senepol da San –  por Roberto Coelho.

Meu avô, Laucidio Coelho, veio de MG em carros de boi com cerca de 5 famílias para colonizar os campos da vacaria, região de Rio Brilhante e Dourados. Viajavam tocando um rebanho de 20 a 30 cabeças de gado. Pararam no tempo das águas e tocaram roça e seguiram viagem após a colheita. Naquela época era um sertão veio largado de Deus, não tinha gente. Meu bisavô se estabeleceu na beira do córrego Bela Vista e foi multiplicando o gadinho que trouxeram de Minas Gerais.

Na fazenda Bela Vista eles construíram um moinho de farinha que fazia farinha de mandioca, farinha de milho, açúcar, rapadura, criavam porcos, tinham olaria, serraria, uma enorme leiteria e turbina elétrica. Dona Lúcia mandou a Adelaide e Eudeter estudarem fora, assim que se formaram vieram lecionar para seus irmãos, filhos dos empregados, vizinhos, parentes, que vinham de toda região. Foi a primeira escola em fazenda no Mato Grosso.

Laucídio Coelho fez uma sociedade com Zé Pereira seu primo e se tornou o maior comprador de gado da região.

 Compravam gado desde os campos da Gomalina no Guaporé por todo Pantanal passando por Corumbá, Porto Murtinho até Ponta Porã.

Juntavam boiadas de mil bois e soltavam uma atrás da outra, 12, 15 boiadas em comitiva até Araçatuba onde vendiam para os invernistas que se dedicavam à engorda desses bois.

Enquanto isso foi comprando muitas fazendas em Mato Grosso e enchendo de gado de qualidade que ia buscar junto aos importadores de Zebu. Na época as raças mais procuradas eram o Gir, Guzerá e Indubrasil. Só depois é que o Nelore foi se firmando. O Sr. Laucídio percebeu que a riqueza da pecuária estava toda indo para São Paulo e reuniu mais de 100 fazendeiros fundando o 1° frigorífico do Mato Grosso que se chamava FRIMA. Assim o Mato Grosso deixou de exportar bois e passou a vender carne frigorificada para os grandes centros – São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

Todos os filhos/netos/genros da família Laucídio Coelho trabalhavam agregados à ele. Sua liderança na pecuária criou Bancos, Imobiliárias, Cooperativas de consumo, empresa de planejamento e projetos, reflorestadoras, patrulhas mecanizadas de prestação de serviço, hotel e cerâmicas. Ainda junto com Zé Pereira e outros pecuaristas fundou a ACRISSUL e construiu o maior Parque de Exposições da região, onde até hoje se realiza a Expogrande.

Hélio coelho, filho caçula, se formou médico no RJ e foi aperfeiçoar seus estudos nos Estados Unidos, residindo no Hospital Golden Gate onde conheceu a enfermeira Cynthia e se casou. Logo em seguida nasceu Roberto, o primeiro filho dos 6 que o casal concebeu.

Hélio foi o último filho a entrar nos negócios do Sr. Laucídio pois estava absorvido pela medicina e depois com a estruturação do curso de medicina da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul. Quando se lançou a pecuária teve um olhar diferenciado pois compreendia a evolução do homem desde seu princípio. Sabia que a genética podia fazer em prol da melhoria da qualidade do gado. Acreditava na tecnologia e quando presidiu a Associação dos Criadores do MS – ACRISSUL – convidou o pessoal do corpo técnico do recém fundado Centro Nacional de Pesquisa de Gado de Corte – CNPGC EMBRAPA e patrocinava reuniões toda 2ª feira com os fazendeiros com temas técnico seguido de um jantar e assim a pecuária do MT passou a ganhar uma palestra por semana sobre pastagens, mineralização, nutrição, zoonoses, manejo, enfim uma autêntica escola de pecuária.

Tínhamos extensos rebanhos nelore e era uma luta para conseguir ganhos em produtividade. Logo ficou claro que a melhor solução era o cruzamento com raças taurinas. Muitos tipos e formas de cruzamentos foram tentados. O melhor resultado em produtividade e qualidade de carne foi obtido com o Montana que utiliza a multiplicidade de raças.

Das importações feitas para a construção do Montana vieram dez raças adaptadas e destas dez a melhor de todas foi o Senepol.

Atualmente o sul do MS esta passando por um processo muito semelhante com o que aconteceu em tempos recentes com o Paraná com a entrada maciça da agricultura de soja, milho, cana e florestas plantadas. Na minha família não foi diferente das outras, migrou para outras atividades mais rentáveis restando somente a pecuária de alto valor agregado onde se produziam os animais que irão emprestar sua genética para as grandes fazendas produtoras de carne.

Na fase inicial do Senepol fomos buscar material genético em toda parte. Então passamos por uma etapa de avaliação deste material que coincidiu com o inicio do trabalho de Avaliação Genética da Embrapa – o programa Geneplus.

Baseando-se nessas informações e na experiência adquirida pela Genética Aditiva estamos hoje identificando o Senepol melhorador. O sistema de produção da Fazenda San Francisco é predominantemente a pasto. Utilizamos de fertilização in vitro e transferência de embriões em tempo fixo para multiplicar os expoentes genéticos já detectados. Após três ciclos reprodutivos de cada fêmea doadora, portanto coincidindo com a entrada de suas filhas no plantel, ofertamos estas fêmeas no mercado pois passamos a produzir com as suas filhas. Nossas bezerras são desmamadas e recriadas à pasto para que possamos avaliar seus índices de desenvolvimento corporal.

Nossa produção de bezerros machos se junta à de outros produtores e é feita a Prova de Avaliação de Desempenho a Pasto do Senepol – o PADS.

Estaremos ofertando animais criados em condições extremamente quentes, a 100m acima do nível do mar, nascidos e criados no Pantanal do MS. As linhagens que originaram este animais são CN e WC. Das duas linhagens principais que originaram o Senepol no Caribe, o CN e WC, houveram múltiplas variações, algumas tendendo mais para a carne e outras para o leite.

O nosso sistema de seleção premia os animais que tiveram melhor aleitamento, ou seja, mães mais leiteiras. Nosso olhar sobre o Senepol sempre foi sobre a fêmea que expressasse feminilidade e longa vida reprodutiva, caráter mocho, docilidade e que produza bezerros que nasçam pequenos e pesem muito na desmama. A pecuária brasileira do século 21 não deixa mais o gado passar fome e embora seja possível suplementar o rebanho com grãos desde a mais tenra idade não podemos esquecer que mais de 80% da carne produzida no Brasil é exclusivamente a pasto.

Texto escrito por Roberto F Coelho no Proncor dia 17/02/2015.

fazenda bela vista, laucidio coelho, familia coelhoAtuais herdeiros da Fazenda Bela Vista

IMG_7408Razor - ROBERTO COELHO Senepol da San- Fazenda San Francisco.Roberto Coelho e Razor da LASA

doadoras da senepol san por roberto mattos no pantanal 2Doadoras Senepol San

 

 

MS é o segundo maior criador de Senepol do Brasil – entrevista com Gilmar Goudard

doadoras da senepol san por roberto mattos no pantanal 2

Gilmar Goudard, pecuarista, investidor, criador de gado e presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Bovinos Senepol (ABCB), por anos, levou uma vida urbana e atuou no mercado como executivo da Ambev. Após se aposentar encontrou, na vida no campo, uma nova atividade e muito prazer.

Gilmar revelou-se, em entrevista, um grande apaixonado pela raça Senepol, destacando suas diferenças e qualidades. Além disso, nos deu um panorama do rebanho nacional, falou sobre o crescimento da raça no Brasil e dos planos de marketing da ABCB.

Leia o bate-papo completo:

Scot Consultoria – Quando e como foi o seu primeiro contato com a raça Senepol?

Gilmar Goudard – Foi em 2006, por indicação de um amigo, Sr. Celson Martins, mas a apresentação detalhada foi feita pelo criador Ricardo Pereira Carneiro, da Senepol Soledade, onde acabei adquirindo minhas primeiras quatro doadoras. Na ocasião, eu havia começado a criar outra raça, mas ao conhecer a Senepol, me encantei por seus atributos, aí foi fácil fazer parte da família de criadores da raça Senepol.

Scot Consultoria – Quais as principais características do animal Senepol?

Gilmar Goudard – As características mais marcantes, para mim, são a adaptabilidade da raça em nosso clima tropical, sua fertilidade, precocidade, longevidade e, principalmente, a capacidade de cobrir a vacada a campo. Pelo curto, mocho, resistência a ecto e endoparasitas, docilidade, padronização de suas crias e maior rendimento de carcaça no cruzamento são outras características que não podemos deixar de citar.

Scot Consultoria – Existe uma estimativa do tamanho do rebanho de Senepol no Brasil? Em qual região a raça está mais presente?

Gilmar Goudard – Atualmente, temos perto de 33 mil cabeças de Senepol (Puro por Cruza e Puro de Origem) registradas junto à associação. O maior rebanho encontra-se no estado de Minas Gerais, seguido por Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás e São Paulo. Por aí, afora, já estamos presentes em 18 estados mais o Distrito Federal. A cada ano a raça tem demonstrado um crescimento na ordem de 40,0% nos indicadores que dão sustentabilidade à mesma, como aumento de criadores, de animais, valorização e eventos comerciais.

Scot Consultoria – O crescimento da raça no Brasil está cada vez maior. A que se deve tamanho crescimento?

Gilmar Goudard – Basicamente, o grande crescimento da raça Senepol é dado pelas qualidades/atributos dos próprios animais, o que tem se provado ano após ano. Outro fator determinante é a qualidade dos criatórios que hoje fazem parte da família Senepol, a seriedade e o profissionalismo dos mesmos fazem a diferença. A utilização de 100% de heterose que a raça proporciona no cruzamento tem se mostrado uma excelente alternativa para agregar valor com quantidade e qualidade. A busca por touros favorecem novos criadores para produzi-los.

Scot Consultoria – Em relação ao marketing e difusão da raça no país, quais os planos da Associação para 2015?

Gilmar Goudard – Em 2015, estaremos comemorando nossos 15 anos de Brasil. Continuaremos com nossas campanhas de divulgação, mostrando aos pecuaristas e simpatizantes da raça Senepol suas qualidades e o quanto podemos contribuir para a melhoria da qualidade e quantidade de carne a ser produzida em nosso país. Continuaremos focados em campanhas básicas de reconhecimento da raça, participaremos ativamente de exposições regionais, eventos seletivos e teremos nossa convenção anual em Uberlândia – MG. Não vamos perder de vista a necessidade do mercado de carne nacional, esse é um de nossos objetivos em marketing.

por Equipe Scot Consultoria

Venda gado raça Senepol Fazenda San Francisco.